Realizou-se hoje, 7 de Novembro de 2009, na sede da Associação, um convívio comemorativo do 92.º aniversário da Revolução de Outubro, com a participação de dezenas de activistas e amigos. Em nome do Conselho Directivo, foi proferida uma breve intervenção, que aqui publicamos.

 

palacioinverno150px.jpg A Revolução de Outubro
e o progresso da humanidade

Tópicos da intervenção de Armando Myre Dores,
vice-presidente do Conselho Directivo da Associação Iúri Gagárin,
no lanche-convívio de 7 de Novembro de 2009 

 

- A Revolução de Outubro deu uma contribuição fundamental para o progresso da humanidade.
- Durante o Século XX, muitas vezes se disse, quando se anunciavam os avanços sociais na URSS, que era “a primeira vez na História” que isso acontecia.
- Por exemplo: no dia 31 de Dezembro de 1917, com um decreto então aprovado, foram concedidos à mulher direitos iguais aos dos homens. Esta conquista ainda hoje não existe em grande parte do mundo.

- No 10.º aniversário da Revolução de Outubro, em 1927, foi anunciada a passagem à jornada de trabalho de sete horas, sem diminuição de salário. Mais tarde, na altura da 2.ª Guerra Mundial, esta medida teve que ser anulada, tendo a jornada de trabalho passado a 8 horas, em 1940.
Se nos lembrarmos de que, ainda há pouco tempo, a União Europeia, muito mais rica do que era a URSS em 1927, queria instituir legislação que permitisse jornadas de trabalho de 12 horas, vemos bem o grande adiantamento da União Soviética e como o seu desaparecimento contribuiu para enormes retrocessos nos direitos laborais em todo o mundo.

- Em 1931, em plena crise do mundo capitalista, com um aumento drástico do desemprego na Europa e na América, foi anunciado que a União Soviética tinha liquidado completamente este flagelo social (tendo mesmo um défice de mão-de-obra), garantindo desta forma o direito do homem ao trabalho.
Factos como este são ocultados às pessoas, numa altura em que há centenas de milhares de desempregados em Portugal e milhões em toda a Europa.

- Logo nos primeiros meses após a Revolução de Outubro, foram tomadas medidas para a protecção da saúde dos trabalhadores. A União Soviética foi pioneira na instituição de um sistema de saúde completamente gratuito.
E hoje vemos como um país tão rico como os Estados Unidos da América ainda tenta, com grande dificuldade, instaurar um sistema de saúde que garanta a  protecção de toda a população.

- E também é sabido como a URSS tinha um sistema de segurança social extremamente avançado, garantindo o direito a férias pagas, reforma, apoio em situações de incapacidade de trabalho, etc.
Em 1974, por exemplo, na União Soviética os homens tinham direito à reforma aos 60 anos (com 25 anos de trabalho) e as mulheres aos 55 (com 20 anos).
É isto que não querem que as pessoas saibam, num país em que ainda hoje se tem que lutar para ter a reforma por inteiro, desde que se tenha 40 anos de descontos.

- Nunca é demais recordar o papel da URSS na derrota da Alemanha hitleriana, na 2.ª Guerra Mundial, que permitiu não só salvar a Europa e o mundo da peste nazi, como mudar todo o mapa político da Europa no pós-guerra.

- Nunca é demais recordar a contribuição da União Soviética para a luta dos povos coloniais pela independência. Sem essa ajuda, ainda hoje poderíamos ter muitos países na situação de colónias.

- Nunca é demais recordar que a URSS impediu durante anos a descarada ingerência em países independentes e a sua submissão aos interesses das classes dirigentes dos Estados Unidos e dos países europeus.
Sem o desaparecimento da União Soviética, é duvidoso que a Nato e os EUA pudessem agredir e desmantelar a Jugoslávia e ocupar o Iraque e o Afeganistão.

Quando hoje entro numa livraria ou abro a televisão e vejo a quantidade de livros e documentários que apresentam a União Soviética e a história do socialismo com incontáveis mentiras, deformações, exageros, falsificações, por um lado fico triste e preocupado com a dificuldade em fazer frente a esta ofensiva ideológica; mas, por outro, penso que, se se faz tantos esforços para tentar enterrar os ideais da Revolução de Outubro, é porque esses ideais de luta pela Pão, pela Paz e pela Liberdade são tão actuais hoje como em 1917.

 7.11.2009